Entrevistas |

#121 – Por uma educação decolonial | Entrevista com Diego Reis

Conteúdo completo:

Entrelaçando os conceitos de neoliberalismo e de necropolítica, Diego Reis estabelece relações entre diversos pensadores e pensadoras que puseram em questão o problema do colonialismo para se pensar uma educação que se projete no sentido de uma superação dessa condição. Sueli Carneiro, Lélia González, Beatriz Nascimento, Fanon, Mbembe, Foucault, Enrique Dussel, Lugones, Bairros, Galeano, Quijano, são alguns dos autores mobilizados pelo entrevistado nessa fala bastante potente.

Diego dos Santos Reis é pós-doutorando na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Professor substituto de Filosofia da Educação na Faculdade de Educação da UFRJ. É Licenciado (2012), Mestre (2015) e Doutor (2019) em Filosofia pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com estágio doutoral no Institut d’Études Politiques de Paris/SciencesPo (com bolsa CAPES/PDSE e coorientação de tese do Prof. Dr. Frédéric Gros). Bacharel em Artes Cênicas – Teoria do Teatro (2017) pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Pesquisador associado ao Laboratório de Filosofia Contemporânea (IFCS-UFRJ/CNPq) e ao Laboratório X de Encruzilhadas Filosóficas (IFCS-UFRJ/CNPq). Atua principalmente nas seguintes áreas: filosofia política contemporânea, filosofia da educação e ensino de filosofia, com ênfase nos temas: colonialidade/decolonialidade, violência, relações étnico-raciais, necro/biopolítica, educação intercultural, racismos e memória. Foi professor substituto de filosofia no Colégio de Aplicação da UERJ, na Escola Politécnica de Saúde da FIOCRUZ e no Colégio Pedro II.


View this post on Instagram

Por uma educação decolonial | Entrevista com Diego Reis (link na bio) ⠀ Entrelaçando os conceitos de neoliberalismo e de necropolítica, Diego Reis estabelece relações entre diversos pensadores e pensadoras que puseram em questão o problema do colonialismo para se pensar uma educação que se projete no sentido de uma superação dessa condição. Sueli Carneiro, Lélia González, Beatriz Nascimento, Fanon, Mbembe, Foucault, Enrique Dussel, Lugones, Bairros, Galeano, Quijano, são alguns dos autores mobilizados pelo entrevistado nessa fala bastante potente. ⠀ Diego dos Santos Reis é pós-doutorando na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Professor substituto de Filosofia da Educação na Faculdade de Educação da UFRJ. É Licenciado (2012), Mestre (2015) e Doutor (2019) em Filosofia pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com estágio doutoral no Institut d'Études Politiques de Paris/SciencesPo (com bolsa CAPES/PDSE e coorientação de tese do Prof. Dr. Frédéric Gros). Bacharel em Artes Cênicas – Teoria do Teatro (2017) pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Pesquisador associado ao Laboratório de Filosofia Contemporânea (IFCS-UFRJ/CNPq), ao grupo de pesquisa Filosofia Francesa Contemporânea (PUC-PR/CNPq) e ao Laboratório X de Encruzilhadas Filosóficas (IFCS-UFRJ/CNPq). Atua principalmente nas seguintes áreas: filosofia política contemporânea, filosofia da educação e ensino de filosofia, com ênfase nos temas: colonialidade/decolonialidade, violência, relações étnico-raciais, necro/biopolítica, educação intercultural, racismos e memória. ⠀ ____________________________ Caio Souto Conversações Filosóficas ⠀ #emcasa #foucault #leliagonzales #beatriznascimento #suelicarneiro #decolonialidade #fanon #mbembe #dussel #lugones #bairros #galeano #quijano #conesul #necropolítica #neoliberalismo #filosofia #educação #conversacoesfilosoficas

A post shared by Caio Souto (@conversacoesfilosoficas) on


Comentários:


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin WhattsApp Telegram Copiar link
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Canal do YouTube
Instagram
Facebook
Twitter
Distribuição RSS