Entrevistas |

#138 – Reflexões sobre feminismo, gênero e organização familiar | Entrevista com Marília Moschkovich

Conteúdo completo:


Nesta conversa, abordamos alguns assuntos relacionados ao feminismo e à recepção de suas diversas vertentes no Brasil, e também numa breve comparação com o país vizinho a Argentina. Falamos um pouco sobre o termo “ideologia de gênero” e sobre o incômodo que a reflexão sobre gênero causa, o que se intensificou assombrosamente no passado recente brasileiro. Em seguida, falamos sobre a família e a historicidade da organização familiar ocidental moderna. Por fim, falamos um pouco sobre perspectivas no contexto atual brasileiro e da relação entre conhecimento acadêmico e sociedade.

Marília Moschkovich é socióloga do Conhecimento/Ciência e da Educação Superior; socióloga do Gênero e do Feminismo. Doutora em Educação e Ciências Sociais pela Unicamp (2018), Mestra na mesma área (2013) e Bacharel em Ciências Sociais (2009), também pela Unicamp. Trabalhou em 2017 na École des Hautes Études de Sciences Sociales (EHESS) em Paris, França, sob direção de Gisèle Sapiro. Em 2016, trabalhou na Universidad Nacional de Córdoba (UNC), Argentina, no Museo de Antropología no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, sob direção de Gustavo Sorá. Foi Fellow da Alexander von Humboldt Stiftung pelo programa Bundeskanzler-Stipendium für Führungskräfte von morgen; desenvolvendo trabalho junto à Berlin Feminist Film Week na área de gênero, violência doméstica, sexualidade, casamento, direitos sexuais e reprodutivos e modelos não-tradicionais de relacionamento e família. Atualmente é colaboradora do Núcleo de Estudos sobre Marcadores Sociais da Diferença (NUMAS) na Universidade de São Paulo, e docente colaboradora do Instituto Gerar de Psicanálise, em São Paulo/SP.

Podcast Larvas incendiadas.

Podcast Psicanálise de conjuntura.



Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify