Entrevistas |

#166 – O perspectivismo de Nietzsche para uma transdisciplinaridade do direito | Live com Alianna Cardoso

Conteúdo completo:

Alianna Cardoso é Doutoranda em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)- linha de pesquisa FUNDAMENTAÇÃO E CRÍTICA DA MORAL – PROJETO DE TESE submetido (abril-2018) com o título “O PROBLEMA DA LIBERDADE EM NIETZSCHE E NA NEUROCIÊNCIA: Contribuições para a Crítica ao Livre-Arbítrio no Direito Penal Brasileiro”; MESTRANDA em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – linha de pesquisa DIREITOS HUMANOS E FUNDAMENTAIS, PROJETO DE DISSERTAÇÃO submetido na seleção com o título “UMA CRÍTICA AO LIVRE-ARBÍTRIO A PARTIR DO MÉTODO GENEALÓGICO E OS INFLUXOS DA NEUROCIÊNCIA E DA FILOSOFIA PARA UMA NOVA TEORIA DA CULPABILIDADE: LIBERDADE COMO DIREITO INDISPONÍVEL”; MESTRE em filosofia pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – linha de pesquisa FILOSOFIA SOCIAL – dissertação apresentada com o título “UMA ANÁLISE GENEALÓGICA DO DIREITO E DA PENA DE PRISÃO A PARTIR DA FILOSOFIA DE FRIEDRICH NIETZSCHE”; Autora do Livro homônimo à dissertação, publicado pela Editora Fi (Porto Alegre/RS – ISBN 978-85-5696-101-3); Especialização em andamento em psicologia jurídica pela Universidade Cândido Mendes (UCAM); bolsista pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES (2017-2018); Advogada com registro na Ordem dos Advogados do Brasil OAB/MT 17.027, servidora efetiva dos quadros do sistema socioeducativo da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos – SEJUDH/MT, bacharel em direito pela Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT. Atua nas áreas de Direito Penal, criminologia, Direitos Humanos, com ênfase em filosofia dos Direitos, filosofia social, crítica à moral e Teoria do Direito.


View this post on Instagram

O perspectivismo de Nietzsche para uma transdisciplinaridade do direito: o método genealógico e o direito penal (link na bio) ⠀ Live com Alianna Cardoso ⠀ Alianna Cardoso é Doutoranda em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)- linha de pesquisa FUNDAMENTAÇÃO E CRÍTICA DA MORAL – PROJETO DE TESE submetido (abril-2018) com o título "O PROBLEMA DA LIBERDADE EM NIETZSCHE E NA NEUROCIÊNCIA: Contribuições para a Crítica ao Livre-Arbítrio no Direito Penal Brasileiro"; MESTRANDA em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – linha de pesquisa DIREITOS HUMANOS E FUNDAMENTAIS, PROJETO DE DISSERTAÇÃO submetido na seleção com o título "UMA CRÍTICA AO LIVRE-ARBÍTRIO A PARTIR DO MÉTODO GENEALÓGICO E OS INFLUXOS DA NEUROCIÊNCIA E DA FILOSOFIA PARA UMA NOVA TEORIA DA CULPABILIDADE: LIBERDADE COMO DIREITO INDISPONÍVEL"; MESTRE em filosofia pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – linha de pesquisa FILOSOFIA SOCIAL – dissertação apresentada com o título "UMA ANÁLISE GENEALÓGICA DO DIREITO E DA PENA DE PRISÃO A PARTIR DA FILOSOFIA DE FRIEDRICH NIETZSCHE"; Autora do Livro homônimo à dissertação, publicado pela Editora Fi (Porto Alegre/RS – ISBN 978-85-5696-101-3); Especialização em andamento em psicologia jurídica pela Universidade Cândido Mendes (UCAM); bolsista pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES (2017-2018); Advogada com registro na Ordem dos Advogados do Brasil OAB/MT 17.027, servidora efetiva dos quadros do sistema socioeducativo da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos – SEJUDH/MT, bacharel em direito pela Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT. Atua nas áreas de Direito Penal, criminologia, Direitos Humanos, com ênfase em filosofia dos Direitos, filosofia social, crítica à moral e Teoria do Direito. ⠀ ⠀ __________________________ Caio Souto Conversações Filosóficas ⠀ #nietzsche #direito #penal #punição #filosofia #filosofiadodireito #genealogia #ufpel #moral #caiosouto #conversacoesfilosofias

A post shared by Caio Souto (@conversacoesfilosoficas) on


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify