Entrevistas |

#203 – Realismo, anti-realismo e pragmatismo: de Wittgenstein a Rorty | Entrevista com Paulo Andrade Vitória

Conteúdo completo:


Nesta conversa, Paulo Andrade Vitória nos conta sobre sua pesquisa envolvendo a filosofia da ciência e também outros assuntos correlatos. Conversamos sobre a diferença entre realismo e anti-realismo, e em seguida sobre o pragmatismo. Diversos autores foram mobilizados na conversa, como sobretudo Wittgenstein (tanto o do “Tractatus” quanto o das “Investigações Filosóficas”) e Richard Rorty, mas a primeira geração dos pragmatistas como William James, John Dewey e Peirce. Falamos ainda sobre a epistemologia histórica, a Escola de Stanford, Ian Hacking e sobre o tema da Filosofia do Brasil.

Paulo Andrade Vitória é Doutorando (2018-) em filosofia pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais; área: Lógica, Ciência, Mente; Mestre (2015) em filosofia pela UFMG na área de Lógica e Filosofia da Ciência. Bacharel (2008) e Licenciado (2010) em Filosofia pela FAJE – Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. Professor no departamento de Filosofia da PUC-MG de Teoria do Conhecimento, Filosofia da Ciência e Lógica. Áreas de interesse e pesquisa: filosofia analítica, pensamento crítico com o uso de ferramentas da lógica, filosofia da linguagem, filosofia da percepção, filosofia da mente, Teoria do conhecimento/epistemologia e filosofia da matemática: fundamentos filosóficos em teoria dos conjuntos.


View this post on Instagram

Realismo, anti-realismo e pragmatismo: de Wittgenstein a Rorty. Entrevista com Paulo Andrade Vitória (link na bio) ⠀ Nesta conversa, Paulo Andrade Vitória nos conta sobre sua pesquisa envolvendo a filosofia da ciência e também outros assuntos correlatos. Conversamos sobre a diferença entre realismo e anti-realismo, e em seguida sobre o pragmatismo. Diversos autores foram mobilizados na conversa, como sobretudo Wittgenstein (tanto o do "Tractatus" quanto o das "Investigações Filosóficas") e Richard Rorty, mas a primeira geração dos pragmatistas como William James, John Dewey e Peirce. Falamos ainda sobre a epistemologia histórica, a Escola de Stanford, Ian Hacking e sobre o tema da Filosofia do Brasil. ⠀ Paulo Andrade Vitória é Doutorando (2018-) em filosofia pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais; área: Lógica, Ciência, Mente; Mestre (2015) em filosofia pela UFMG na área de Lógica e Filosofia da Ciência. Bacharel (2008) e Licenciado (2010) em Filosofia pela FAJE – Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. Professor no departamento de Filosofia da PUC-MG de Teoria do Conhecimento, Filosofia da Ciência e Lógica. Áreas de interesse e pesquisa: filosofia analítica, pensamento crítico com o uso de ferramentas da lógica, filosofia da linguagem, filosofia da percepção, filosofia da mente, Teoria do conhecimento/epistemologia e filosofia da matemática: fundamentos filosóficos em teoria dos conjuntos. ⠀ __________________________ Caio Souto Conversações Filosóficas ⠀ #pragmatismo #wittgenstein #rorty #hacking #realismo #antirealismo #ciência #filosofia #filosofiadobrasil #paulomargutti #caiosouto #conversacoesfilosoficas

A post shared by Caio Souto (@conversacoesfilosoficas) on


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify