Entrevistas |

#290 – Um diálogo sobre Hegel, feminismo e filosofia no Brasil | Entrevista com Marloren Lopes Miranda

Conteúdo completo:

Marloren Lopes Miranda é doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com pós-doutorado na Universidade Federal de Goiás (UFG). Desenvolve atualmente sua pesquisa sobre a “Ciência da Lógica” e a “Fenomenologia do Espírito”, de Hegel, com ênfase nos temas Lógica e Metafísica, em especial na leitura metafísica da lógica hegeliana. Sua tese de doutorado procura investigar como se pode compreender o saber absoluto e se é possível, a partir dele, surgirem novas figuras do espírito, tais como Hegel apresenta na “Fenomenologia”. Assim, tem buscado relacionar a “Fenomenologia do Espírito”, e, em geral, a filosofia hegeliana, com a discussão atual acerca da possibilidade e legitimidade de novas epistemologias, como a feminista e a negra. Além disso, procura fomentar a discussão acerca da literatura escrita por mulheres como formas de emancipação e empoderamento femininos, tendo como perspectiva a busca da legitimidade dessas epistemologias. Para isso, algumas de suas investigações procuram articular a literatura à filosofia em geral, não apenas se restringindo ao pensamento hegeliano. Participou também do grupo da primeira tradução brasileira do texto completo da “Ciência da Lógica” e é pesquisadora do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos Hegelianos – NEHGL/UFRGS e do Grupo de Pesquisa Idealismo Alemão, da UFG.


View this post on Instagram

Um diálogo sobre Hegel, feminismo e filosofia no Brasil Entrevista com Marloren Lopes Miranda (link na bio) ⠀ Marloren Lopes Miranda é doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com pós-doutorado na Universidade Federal de Goiás (UFG). Desenvolve atualmente sua pesquisa sobre a "Ciência da Lógica" e a "Fenomenologia do Espírito", de Hegel, com ênfase nos temas Lógica e Metafísica, em especial na leitura metafísica da lógica hegeliana. Sua tese de doutorado procura investigar como se pode compreender o saber absoluto e se é possível, a partir dele, surgirem novas figuras do espírito, tais como Hegel apresenta na "Fenomenologia". Assim, tem buscado relacionar a "Fenomenologia do Espírito", e, em geral, a filosofia hegeliana, com a discussão atual acerca da possibilidade e legitimidade de novas epistemologias, como a feminista e a negra. Além disso, procura fomentar a discussão acerca da literatura escrita por mulheres como formas de emancipação e empoderamento femininos, tendo como perspectiva a busca da legitimidade dessas epistemologias. Para isso, algumas de suas investigações procuram articular a literatura à filosofia em geral, não apenas se restringindo ao pensamento hegeliano. Participou também do grupo da primeira tradução brasileira do texto completo da "Ciência da Lógica" e é pesquisadora do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos Hegelianos – NEHGL/UFRGS e do Grupo de Pesquisa Idealismo Alemão, da UFG. ⠀ _________________________________ Caio Souto Conversações Filosóficas ⠀ #hegel #feminismo #Antígona #Brasil #filosofia #dialética #contradição #filosofiaalemã #caiosouto #conversacoesfilosoficas

A post shared by Caio Souto (@conversacoesfilosoficas) on


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify