Lives |

#311 – Gênio e originalidade: uma arqueologia do melancólico conceito de arte | Live com Gabriel Pinezi

Conteúdo completo:

Gabriel Pinezi é graduado em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo, mestre e doutor em Letras pela Universidade Estadual de Londrina, além de licenciado em Letras Português pela UNIFIL. Desenvolveu pesquisa na Biblioteca Pública de Nova York e na Universidade de Columbia, investigando o processo de criação de Jack Kerouac a partir de seus manuscritos pessoais. Realizou estágio de pós-doutorado no departamento de Filosofia da UEL, desenvolvendo pesquisa a respeito do conceito de gênio na estética moderna e contemporânea, com especial ênfase na obra de Giorgio Agamben. Também realizou estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da UNESP-Araraquara, investigando a história do conceito de gênio, com especial ênfase em Platão e Goethe. Sua pesquisa se concentra na relação entre escrita e subjetividade, buscando articular a coerência histórica entre processos de criação literários e teorias da criação poética, sob um ponto de vista filosófico. Nutre interesse pelas interfaces entre literatura, filosofia e história, com ênfase nos seguintes temas: psicanálise; poesia e amor; romantismo; arte e ontologia; fantasia; gênio; “Bildung” (formação); processos de criação; escrita e subjetividade.


Gênio e originalidade: uma arqueologia do melancólico conceito de arte. Live com Gabriel Pinezi

Gabriel Pinezi é graduado em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo, mestre e doutor em Letras pela Universidade Estadual de Londrina, além de licenciado em Letras Português pela UNIFIL. Desenvolveu pesquisa na Biblioteca Pública de Nova York e na Universidade de Columbia, investigando o processo de criação de Jack Kerouac a partir de seus manuscritos pessoais. Realizou estágio de pós-doutorado no departamento de Filosofia da UEL, desenvolvendo pesquisa a respeito do conceito de gênio na estética moderna e contemporânea, com especial ênfase na obra de Giorgio Agamben. Também realizou estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da UNESP-Araraquara, investigando a história do conceito de gênio, com especial ênfase em Platão e Goethe. Sua pesquisa se concentra na relação entre escrita e subjetividade, buscando articular a coerência histórica entre processos de criação literários e teorias da criação poética, sob um ponto de vista filosófico. Nutre interesse pelas interfaces entre literatura, filosofia e história, com ênfase nos seguintes temas: psicanálise; poesia e amor; romantismo; arte e ontologia; fantasia; gênio; "Bildung" (formação); processos de criação; escrita e subjetividade.___________________________Caio SoutoConversações Filosóficas#arte #melancolia #gênio #literatura #caiosouto #conversacoesfilosoficas

Posted by Conversações Filosóficas on Tuesday, September 22, 2020
Live no Facebook

Comentários:


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin WhattsApp Telegram Copiar link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Canal do YouTube
Instagram
Facebook
Twitter
Distribuição RSS