Entrevistas |

#33 – Georges Canguilhem: pensador da saúde e das ciências da vida | Entrevista com Tiago Santos Almeida

Conteúdo completo:


Como um filósofo pôde contribuir para as discussões historiográficas? Canguilhem, conhecido por suas contribuições no campo da assim chamada “epistemologia histórica”, foi um desses autores que transitaram em diversas áreas do conhecimento: filosofia, história das ciências e medicina são três dos campos do saber para os quais a contribuição de Canguilhem foi decisiva. Além disso, sua obra também possui uma importância para a constituição, no Brasil, do Sistema Único de Saúde (SUS), ainda que sua obra não tenha tido até o momento uma recepção mais difundida no campo filosófico.

Tiago Santos Almeida é Professor Colaborador e bolsista do Programa Nacional de Pós Doutorado (PNPD) da CAPES junto ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás, Doutor e Mestre em História pela Universidade de São Paulo e Licenciado em História pela Universidade Federal de Sergipe. É autor do livro “Canguilhem e a gênese do possível: estudo sobre a historicização das ciências” (São Paulo: Ed. Liber Ars, 2018) e organizador do livro DASTON, Lorraine. “Historicidade e Objetividade”. São Paulo: Ed. Liber Ars, 2017.



Comentários:


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin WhattsApp Telegram Copiar link
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Canal do YouTube
Instagram
Facebook
Twitter
Distribuição RSS