Entrevistas |

#501 – A Lógica de Port-Royal: do Século XVII aos dias atuais | Entrevista com Katarina Peixoto

Conteúdo completo:

Katarina Ribeiro Peixoto é Pesquisadora em Filosofia do Início da Modernidade, vinculada ao departamento de filosofia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ. Tem doutorado e mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e é graduada em direito (UFPE). Pesquisa o reformismo lógico do Século XVII (Descartes, Arnauld, Port-Royal, Locke) e se dedica, também à recuperação do legado filosófico de mulheres filósofas que foram silenciadas pela historiografia dos últimos dois séculos. Dentre as filósofas a que se dedica, estão Elisabeth da Bohemia e Émilie Du Châtelet. Trabalha também com as discussões de método acarretadas pela ampliação e reescritura do cânone e pela prática filosófica na história. Nas linhas de pesquisa em que atua, publicou artigos sobre a Lógica de Port-Royal na Revista Logique & Analise e na Encyclopedia of Early Modern Philosophy and Sciences. Co-organizou, com o Professor Doutor Pedro Pricladnitzky, a I Conferência Internacional Mulheres na Filosofia Moderna, que se realizou na UERJ, em junho de 2019, é co-editora de um dos volumes da Coleção Women in The History of Philosophy and Sciences, da Springer, o “Women in the History of Philosophy and Science: Latin American Perspectives”. Colabora com dois projetos internacionais, voltados à recuperação de mulheres na história da filosofia, o Extending New Narratives in the History of Philosophy (https://www.newnarrativesinphilosophy.net/index.html e o New Voices on Women in the History of Philosophy, na Universidade de Paderborn (https://historyofwomenphilosophers.org/projects/new-voices-on-women-in-the-history-of-philosophy. Tem trabalhos em andamento nas três linhas de pesquisa.


Comentários:


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify