Lives |

#513 – Conversação sobre o livro “As marcas da pantera” | Live com Margareth Rago, Priscila Vieira e Mauricio Pellegrini

Conteúdo completo:

Margareth Rago possui graduação em História pela USP (1970) e Filosofia pela USP (1979); mestrado em História na UNICAMP (1980-84); doutorado em História na UNICAMP (1985-1990); livre-docência em 2000. Desde 2003, tornou-se professora titular MS-6 do Depto de História da UNICAMP, onde iniciou em 1985.Em 2015, aposentou-se e vinculou-se a este Depto como professora colaboradora. Publicou O que é Taylorismo?, com Eduardo F.P. Moreira (1984); Do Cabaré ao lar. A utopia da cidade disciplinar. Brasil, 1890-1930 (Paz e Terra, 1985); Os Prazeres da Noite. Prostituição e códigos da sexualidade feminina em São Paulo, 1890-1930 (Paz e Terra, 1991;2008); Narrar o Passado, Repensar a História, com Aloísio Gimenez (IFCH/UNICAMP, 2000); Entre a História e a Liberdade: Luce Fabbri e o anarquismo contemporâneo(UNESP, 2002), traduzido para o espanhol pela Editorial Nordan, 2003 e para o italiano em 2008; Imagens de Foucault e Deleuze, ressonâncias nietzschianas, org. com A. Veiga-Neto e L. Orlandi (DPA, 2002); Foucault, a HIstória e o Anarquismo (Achiamé, 2004); Figuras de Foucault, org.com Alfredo Veiga Neto (Autêntica, 2006); Feminismo e Anarquismo no Brasil. Audácia de Sonhar. (Achiamé, 2007); Mujeres Libres da Espanha: Documentos da Revolução Espanhola, com Maria Clara P. Biajoli (Achiamé,2008); Subjetividades antigas e modernas, com Pedro Paulo Funari (orgs), em 2008; Foucault: para uma vida não-fascista, com A.Veiga Neto,(orgs), em 2009; A aventura de contar-se: feminismos, escrita de si e invenções da subjetividade (Editora da UNICAMP, 2013); Paisagens e Tramas: o gênero entre a arte e a história, Org. com Ana Carolina Arruda de Toledo Murgel (Intermeios, 2013). Coordena a coleção Entregêneros da Editora Intermeios, São Paulo. Aposentada em agosto de 2015, atua como professora colaboradora no Depto de História e Programa de Pós-graduação em História da UNICAMP.

Priscila Vieira é professora na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atua na área de História, com ênfase em Teoria e Filosofia da História e História Moderna e Contemporânea. É Licenciada (2004), Bacharel (2005), Mestre (2008) e Doutora (2013) em História pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/UNICAMP), sob a orientação da Profa. Dra. Margareth Rago. Foi bolsista da CAPES pelo Programa de Doutorado no País com Estágio no Exterior – PDEE, em Paris, entre 2010 e 2011, sob a orientação do Prof. Dr. Frédéric Gros. Em seu Mestrado, estudou a concepção de história genealógica proposta por Michel Foucault, destacando a importância da noção de relações de força em Vigiar e Punir. No Doutorado, trabalhou com o interesse de Michel Foucault pela questão da coragem da verdade na cultura antiga, articulando-a com as suas reflexões sobre a construção de uma ética do intelectual no presente. De 2014 a 2015, realizou um estudo de pós-doutorado em História Cultural pelo IFCH/UNICAMP, sob a supervisão da Profa. Dra. Margareth Rago, com o título: Michel Foucault e a figura do sujeito de direito: Pela criação de um direito novo e de modos de vida éticos e libertários. Atualmente, é editora da revista do Programa de Pós-Graduação em História, intitulada História: Questões & Debates e desenvolve uma pesquisa que procura entender como Michel Foucault e Donna Haraway, entre 1976 e 2016, produziram diagnósticos e propostas teórico-políticas de transformação do presente. Publicou os seguintes livros: A coragem da verdade e a ética do intelectual em Michel Foucault (2015); Michel Foucault e a História Genealógica em Vigiar e Punir (2006).

Mauricio Pelegrini possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (2000) e mestrado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2015), na área de concentração História Cultural. Atualmente, é Especialista em Políticas Públicas na Secretaria de Planejamento e Gestão do Governo do Estado de São Paulo e cursa o doutorado em História Cultural na Unicamp, estudando o conceito de manifestação da verdade no pensamento de Michel Foucault. Realizou um ano de doutorado-sanduíche na Université Paris 8 – Vincennes-Saint-Denis, com bolsa do CNPq.


Comentários:


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify