Entrevistas |

#8 – Intencionalidade e temporalidade na fenomenologia de Husserl | Entrevista com a filósofa Scheila Thomé

Conteúdo completo:


Nesta entrevista, Scheila Cristiane Thomé nos conta sobre sua trajetória na filosofia, sobre sua experiência como professora em diversas regiões do país, até se estabelecer como professora efetiva da UFRGS, em Porto Alegre. Também foi assunto dessa conversa a condição das mulheres na filosofia, momento em que a entrevistada problematizou a predominância masculina seja entre os autores da tradição filosófica estudados, seja entre os docentes atuais nos departamentos no Brasil e no mundo. Scheila ainda nos contou um pouco sobre sua pesquisa envolvendo o pensamento de Edmund Husserl, o fundador da fenomenologia, e de sua experiência na Alemanha, onde pôde visitar os arquivos Husserl e estabelecer contato com outros pesquisadores e editores de sua obra.

Scheila Cristiane Thomé é Professora Adjunta do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Doutora em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos, realiza Estágio de Pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de São Paulo, possui Mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (2008) e Graduação em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2004). Realizou Estágio de pesquisa no Arquivo Husserl da Universität zu Köln, Alemanha (2011-2012). Atua principalmente na pesquisa dos seguintes temas: Fenomenologia, Filosofia contemporânea, Teoria do Conhecimento e Ontologia.

E-mail: thome.scheila@gmail.com link para a tese de doutorado: https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/7599/TeseSCT.pdf?sequence=1&isAllowed=y


View this post on Instagram

Intencionalidade e temporalidade na fenomemologia de Husserl Entrevista com a filósofa Scheila Thomé. Nesta entrevista, Scheila Cristiane Thomé nos conta sobre sua trajetória na filosofia, sobre sua experiência como professora em diversas regiões do país, até se estabelecer como professora efetiva da UFRGS, em Porto Alegre. Também foi assunto dessa conversa a condição das mulheres na filosofia, momento em que a entrevistada problematizou a predominância masculina seja entre os autores da tradição filosófica estudados, seja entre os docentes atuais nos departamentos no Brasil e no mundo. Scheila ainda nos contou um pouco sobre sua pesquisa envolvendo o pensamento de Edmund Husserl, o fundador da fenomenologia, e de sua experiência na Alemanha, onde pôde visitar os arquivos Husserl e estabelecer contato com outros pesquisadores e editores de sua obra. Scheila Cristiane Thomé é Professora Adjunta do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Doutora em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos, realiza Estágio de Pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal de São Paulo, possui Mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (2008) e Graduação em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2004). Realizou Estágio de pesquisa no Arquivo Husserl da Universität zu Köln, Alemanha (2011-2012). Atua principalmente na pesquisa dos seguintes temas: Fenomenologia, Filosofia contemporânea, Teoria do Conhecimento e Ontologia. e-mail: thome.scheila@gmail.com link para a tese de doutorado: https://repositorio.ufscar.br/bitstre… _________________ Prof. Caio Souto caiosouto@gmail.com #subjetividade #representaçao #temporalidade #alteridade #outro #heidegger #husserl #filosofia #emcasa #entrevista #conversacoesfilosoficas #ufrgs #pensamento #alemanha #filosofiadaeducação #tempo #intencionalidade #sujeito #fenomenologia #transcendental #mulheres #filosofa #mulheresnafilosofia #filosofas #filosofiacontemporanea #edithstein

A post shared by Caio Souto (@conversacoesfilosoficas) on


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin
Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify