Entrevistas |

#90 – Hannah Arendt, entre o social e o político: questão judaica e feminismo | Com Nádia Junqueira Ribeiro

Conteúdo completo:

A pesquisa de Nádia Junqueira Ribeiro sobre o pensamento de Hannah Arendt tem como ponto de partida a distinção entre o social e o político, tal como promovida sobretudo na obra “A condição humana” (1958). Tal distinção recebeu diversas críticas, algumas das quais são retomadas pela entrevistada em sua fala. Contudo, a partir de outros textos em que se evidencia a condição judia da autora, Nádia Ribeiro oferece uma alternativa diferente para se repensar essa distinção em Hannah Arendt. Isso permitira responder a algumas dessas críticas, reformulando a relação com o feminismo no horizonte político da obra de Arendt. Por fim, falamos um pouco sobre temas relacionados às redes socias e sobre como o pensamento de Arendt pode ser mobilizado para uma melhor compreensão e análise do que vivemos atualmente.

Nádia Junqueira Ribeiro é Doutoranda em Filosofia Política e Ética no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); bolsista CNPq. Atualmente é pesquisadora visitante no departamento de Filosofia da New School for Social Research. Mestre em Filosofia Política e Ética na Universidade Federal de Goiás (2015). Bacharel em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo pela PUC-Goiás (2011). Bacharel em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás (2012). Assessora de comunicação da Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia. Pesquisa, atualmente, a relação entre o Social e o Político em Hannah Arendt. Área de interesse: filosofia política moderna e contemporânea.


Compartilhe o conteúdo:

Facebook Twitter Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Canal do Youtube
Facebook
Instagram
Twitter
Receba por e-mail
Podcast no Spotify